Menu

sexta-feira, 8 de março de 2013

Desabafo - Dia Internacional da Mulher


Dediquei este post aos meus amigos do Google Plus. E estou compartilhando com vocês, prezados leitores:


Agora, Falando sério...


*Eu não sou fã de falar minhas particularidades na internet, a não ser que o objetivo seja fazer piada. Mas hoje me senti motivada a expressar em público a fim de compartilhar um sentimento meu.*

Hoje eu acordei muito triste, abatida, me sentindo impotente em relação à minha vida. Vocês não sabem, mas eu sempre fui artista. Desde criança me sentia completa e vibrava quando desenhava, pintava e dançava. Eu sei pintar quadros, desenhar, bordar, dançar e etc. Eu prometia a mim mesma que trabalharia com artes, que me sustentaria com esse sonho e assim, me sentiria realizada.

A vida tomou seu rumo e tive que mudar o curso dela, pois em nosso país a arte não é incentivada. Necessidades reais fazem parte da minha vida. Eu nasci em uma família que não tem o luxo de fazer o que é prazeroso sem se preocupar com as contas.. faço parte de uma típica família brasileira: trabalha, paga as contas, e sobra dinheiro  apenas para o lazer típico: Passeios. Agora, pagar um curso de arte moderna, um belo curso de dança é muito caro e não dá retorno, temos conta pra pagar, não podemos investir uma boa grana, apenas para um Hobbie!

Enfim, estava me sentindo muito mal, vendo que a vida passou e nao fiz o meu sonho de maneira profissional.


Então eu chego aqui, e recebo lembranças de Feliz Dia da Mulher! O que é o dia internacional da mulher? Porque ele foi criado? Bom, eu mesma vou responder: Ele foi criado para lembrar a atitude das mulheres de fibra, que trabalhavam em situações deploráveis, “matando um leão” por dia e que lutaram pelos seus direitos no campo de trabalho.

Eu refleti e me vi como uma delas, e de fato eu sou. Mato um leão por dia, me sinto recompensada por ver meus sacrificios se transformando em vitória no ramo profissional, mas ao mesmo tempo, sinto que uma boa parte de mim foi morta, ou está levando socos e pontapés para não ser aflorada. Toda a vez que eu trago para fora a artista que existe em mim eu me sinto frustrada, pois não posso mantê-la.

Mas a vida da mulher normalmente é difícil nesse ramo. Sempre foi e talvez sempre será. O fato de eu conseguir aceitar que não posso ser artista, canalizar essa força de vontade para meu ramo atual, e conseguir ser bem-sucedida do âmbito profissional (estou em ascenção, mas pra mim já é uma vitória) é um leão por dia que eu mato.
Por isso, eu quero agradecer a todos que me desejaram um Feliz Dia da Mulher. Obrigada por vocês me relembrarem o meu valor, “Dias de Luta, Dias de Glória”!
Eu não sei se alguém se enquadra nisso, ou não.. mas senti a necessidade de expor a isso a vocês que eu tanto considero.

Kizy Lyrio


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário